Reserva do Ibitipoca

Project 76 of 311
17 de Junho de 2016

O lugar ideal para passar um delicioso fim de semana ou feriado

A Pousada Reserva do Ibitipoca fica na cidade de Lima Duarte, no interior de Minas, e é um desses lugares que não podemos deixar de conhecer. Ela estava em nossa wish list ha muito tempo e finalmente conseguimos ir passar um fim de semana por lá e tivemos uma experiência maravilhosa!

A pousada funciona em uma antiga fazenda do século XVII, e foi totalmente reconstruída em 2006, mantendo claro todas as suas características originais,​ e em 2009 abriu as portas para o turismo com o objetivo de gerar empregos para população local e dividir com o mundo a imensa beleza do lugar. Toda a equipe que trabalha na Reserva é da região, e todos são muito simpáticos e atenciosos e fazem questão de contar toda a história do lugar e como a pousada fez crescer o turismo local.

Untitled-12

Foto Divulgação – a deliciosa varanda da casa

Image-1 (12)

Fotos Art of Travel – nossa chegada

Ali o o luxo está na simplicidade de cada detalhe, sua​ decoração é de estilo rústico chic misturada com artesanato mineiro​.​ ​Os 8 quartos que ficam na sede são muito confortáveis, com direito a aquecimento no chão do banheiro, ​l​ençois de algodão egípcio e amenities L’occitane. A ausência de televisão nas suítes é um convite para esquecer o mundo exterior e viver intensa e lentamente cada momento na Reserva do Ibitipoca. E isso eles sabem fazer como ninguém e proporcionam os hospedes experiencias únicas.

Image-1 (14)

Fotos Divulgação (I – quarto grand reserva) e Art of Travel (II e III – quarto reserva)

Entre cachoeiras, grutas e piscinas naturais, a rica natureza da Reserva do Ibitipoca garante diversas opções de passeios aos hóspedes, que podem ser feitos a pé, de bicicleta ou a cavalo, com o acompanhamento de guias locais treinados.

Após uma aula de ioga logo pela manhã, nosso primeiro passeio foi uma longa caminhada até a Pedra do Gavião e quando chegamos lá descobrimos que o melhor ainda estava por vir… Bom, mas voltando ao assunto, a Pedra do Gavião é um dos cartões postais da Reserva, para chegar lá passamos primeiro para tomar um caldo de cana espremido na hora e depois continuamos pelo Jardim das Bromélias, Gruta do Sol Nascente, e Árvore dos Sete Cavalheiros e na chegada o prêmio foi uma vista deslumbrante e um lanchinho com suco natural, castanhas e frutas para repor as energias. Até ai foram 7 km de caminhada.

Image-1 (15)

O inicio da trilha, a parada para o caldo de cana, a chegada na Pedra do Gavião e uma das muitas esculturas e obras de arte espalhadas pelo terreno

Image-1 (16)

O visual da Pedra do Gavião e mirante que eles construiram para adimirar a paisagem. Reparem no lago lá embaixo da foto, ali é a pousada. A caminhada é longa, mas recompensadora!

E continuamos a andar por belas trilhas quando chegamos nas famosas esculturas de ferro da artista americana Karen Cusolito, são gigantescas e surpreendentes, elas representam as diversas religiões do mundo e, de fato, só estando lá para saber como é lindo, a união da arte com a natureza, um espetáculo!

IMG_4119

Fotos Art of Travel

Image-1 (17)

Fotos Art of Travel

Mas ainda não acabou por ai, depois disso ainda caminhamos para mergulhar em duas cachoeiras e quando chegamos na 2a nos deparamos com um belo churrasco que foi montado ali para nos servir. Simplesmente delicioso.

IMG_4182

Fotos Art of Travel

E depois de um dia intenso de caminhada nada melhor do que relaxar no ofurô ou fazer uma massagem no spa.

O jantar é servido no restaurante, estilo menu degustação, onde tudo é delicioso, já o almoço é bem típico, comidinha mineira feita no fogão a lenha. Aliás a cozinha do hotel que é um charme foi inspirada na do filme Ratatouille, vale a pena conhecer!

Image-1 (18)

Fotos Divulgação (spa e ofurô e sauna) e jantar by Art of Travel

No dia seguinte, ao acordar, no caminho para a sala onde era servido o café da manhã havia um bilhete no quadro negro: “Café na jabuticabeira.” E então mudamos o rumo e seguimos para o jardim e quando vimos estávamos embaixo de uma enorme e centenária jabuticabeira, sentados em uma linda mesa, comendo uma deliciosa tapioca de queijo de cabra (produzido no hotel, uma das melhores que já comi), na companhia dos nossos amigos e de dois tucanos. É ou não é algo especial?

Image-1 (19)

Fotos Art of Travel

De energias renovadas seguimos a pé para a famosa prainha, que é outro cantinho maravilhoso, com uma cachoeirinha, e uma estrutura com ombrelones, cadeira, banheiro e um bar. Dá pra ficar o dia inteiro ali, relaxando, batendo papo e curtindo a natureza, a noticia ruim é que tínhamos que ir embora para voltar para casa com gostinho de quero mais… !

Image-1 (20)

Fotos Art of Travel

A estadia na Reserva do Ibitipoca é nota mil e a melhor pedida é juntar 8 casais de amigos e fechar a pousada. Diversão garantida!

Mas se programe com antecedência, pois vive lotada!
​Para reservas: contato@artoftravel.com.br​

ibitipoca1

Foto Divulgação

Menu